Pesquisa e Produção

Furnas Centrais Elétricas irá distribuir R$ 1 milhão em 1° edital socioambiental

Para candidatar-se ao edital, os projetos devem estar alinhados com os ODS da ONU

03/08/2021 - 16:00 | Por Redação - SBA | Siga-nos no Google News

O primeiro edital socioambiental da empresa Furnas Centrais Elétricas foi lançado nesta terça-feira (3). A empresa, subsidiária da Eletrobras, irá distribuir R$ 1 milhão a iniciativas que englobam a conservação da biodiversidade brasileira e dos serviços ecossistêmicos, promovendo a redução das desigualdades e o desenvolvimento sustentável de comunidades em situação de vulnerabilidade socioeconômica.

Serão beneficiadas pessoas jurídicas privadas sem fins lucrativos, sediadas no Brasil.

Os projetos participantes poderão receber até R$ 200 mil e devem visar a proteção do meio ambiente e impacto social nas regiões onde serão executados. O gerente de Responsabilidade Social, Marca e Reputação de Furnas, Marcos Machado, enfatizou que este será o primeiro edital a contemplar projetos ambientais, apesar de a companhia publicar editais sociais desde 2009.

“A gente tem essa experiência com edital social desde 2009. Nosso foco sempre está alinhado com redução de desigualdades, geração de emprego e renda, conservação da biodiversidade, foco nos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), Agora, pela primeira vez, a gente está incluindo também critérios ambientais”.

Para candidatar-se ao edital, os projetos devem estar alinhados com os ODS da Organização das Nações Unidas (ONU) que dizem respeito à educação de qualidade, igualdade de gênero, trabalho decente e crescimento econômico, redução das desigualdades e ação contra a mudança global do clima e vida terrestre. Os proponentes podem também inscrever mais de um projeto, porém apenas um deles será selecionado.

As inscrições podem ser feitas pela internet até o dia 3 de setembro. Os resultados serão divulgados no dia 17 de setembro, no site de Furnas e no Diário Oficial da União. Os contratos serão assinados a partir de 4 de outubro e os projetos selecionados terão dois anos para serem realizados.

 

Com informações da Agência Brasil. 

Compartilhar

Últimas Notícias