Economia

Mapa e entidades lançam plano ações para diminuir incêndios no Pantanal

Sebrae irá destinar R$ 30 mi para execução de atividades focadas no desenvolvimento do empreendedorismo, na inovação, na sustentabilidade e na bioeconomia

13/07/2021 - 12:29 | Por Redação - SBA | Siga-nos no Google News

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) lançou ontem, segunda-feira (12), um conjunto de ações voltadas para mitigação, prevenção e combate a incêndios e queimadas, que foram registradas, entre os meses de julho e setembro, nas áreas rurais do Pantanal brasileiro.

O programa Pró-Pantanal foi anunciado em uma live com a ministra Tereza Cristina e o presidente do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Carlos Melles. 

O projeto tem como objetivo reduzir os impactos das queimadas na economia do Pantanal até 2023, através de ações de prevenção aos incêndios e de fortalecimento dos pequenos negócios da região. A iniciativa tem o apoio dos governos do Mato Grosso e do Mato Grosso do Sul.

O Pantanal conta com uma área aproximada de 362 mil km², sendo cerca de 150 mil km² em território brasileiro, divididos em 65% no estado de Mato Grosso do Sul e 35% em Mato Grosso.

Segundo o Sebrae a região é composta por 32 mil pequenos negócios, 20 mil propriedades rurais e 3.500 pescadores.

O Pró-Pantanal irá realizar ações de apoio aos empreendimentos da região com a difusão de boas práticas de produção na economia criativa, na economia da biodiversidade e educação ambiental.

As atividades previstas estão a capacitação de produtores rurais da região, com foco na gestão e produção sustentável, e a qualificação de empreendimentos das principais cadeias produtivas, aprimorando suas técnicas e ações de mercado.

A ministra destacou que a parceria irá viabilizar ações concretas na área de educação para a prevenção de incêndios no Pantanal.

“A prevenção ao incêndio é fundamental para a sobrevivência das pessoas que vivem deste bioma super importante, que além de ser um patrimônio da humanidade, tem uma biodiversidade fantástica e precisamos protegê-lo”, disse Tereza Cristina. 

O Sebrae irá destinar R$ 30 milhões para a execução de atividades focadas no desenvolvimento do empreendedorismo, na inovação, na sustentabilidade e na bioeconomia.

“O nosso papel, prazerosamente, vai ser aquilo que o Sebrae faz, de levar educação empreendedora, de levar orientação, de melhorar a governança territorial e de prevenção. Nós do interior sabemos que é sempre melhor prevenir do que remediar”, pontuou o presidente do Sebrae, Carlos Melles.

 

Com informações Mapa / Foto-Chico Ribeiro

Compartilhar

Últimas Notícias