Pesquisa e Produção

Queijaria artesanal do Rio Grande do Sul conquista Selo Arte

Fábrica existe há 42 anos e comercializa seus produtos na região metropolitana de Porto Alegre

12/07/2021 - 08:30 | Por Valdecir Cremon - SBA | Siga-nos no Google News

O produtor rural José Luiz Marques Cardoso, de São Francisco de Paula (RS), conquistou o Selo Arte, concedido pela Secretaria Estadual de Agricultura, do Rio Grande do Sul. Ele e a esposa Inez mantêm há mais de 40 anos a Queijaria Sopro do Minuano, reconhecida, agora, como indústria artesanal também, pelo Ministério da Agricultura. //

A queijaria fabrica cinco quilos de queijo por dia e é a primeira agroindústria familiar gaúcha a conquistar o registro de produto artesanal do Estado.

A Sopro do Minuano fica na comunidade de Potreiros e comercializa seus produtos na região metropolitana de Porto Alegre e parte da serra gaúcha. "Já estamos na quarta geração de família produtora de queijos”. conta Cardoso.

No Rio Grande do Sul, são 123 produtores de queijo artesanal serrano em 16 municípios nos Campos de Cima da Serra que já solicitaram acesso ao Programa Estadual de Agroindústria Familiar.

O queijo artesanal serrano tem coloração amarelada e é elaborado a partir de leite cru, com sabor e aroma acentuados. Foi o primeiro queijo do Brasil a receber, em março de 2020, uma Indicação Geográfica na modalidade Denominação de Origem. Receberam certificados do Instituto Nacional de Propriedade Industrial  com o nome IG Campos de Cima da Serra 16 municípios do Rio Grande do Sul e 18 de Santa Catarina.

Foto de capa: Divulgação/Secom_RS

Compartilhar

Últimas Notícias

Mega Leilão Virtual CFM 2021