Geadas prejudicam produção e produtividade do milho em MS, diz produtor rural

Entrevista sobre o cenário no estado foi exibida ontem (8) no programa Agricultura BR, do Canal do Boi

09/07/2021 - 05:30 | Por Douglas Silvério - SBA | Siga-nos no Google News

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgou ontem (8) a sua estimativa para safra de grãos deste ano, que deverá ser de 260,8 milhões de toneladas. O dado representa uma redução de 0,4% no volume estimado anteriormente.

Para o milho, a Conab indica uma área plantada de 19,83 milhões hectares, avanço de 7% em relação a safra 2019/20, com produtividade de 4,7 mil quilogramas por hectare (kg/ha), decréscimo de 15% em relação ao ciclo anterior.

A entidade estima uma produção de 93,4 milhões de toneladas do cereal, o que representa uma redução de 9% em relação ao volume alcançado na safra anterior.

O Estado de Mato Grosso do Sul registrou uma melhoria nas condições das lavouras em virtude das chuvas registradas no início de junho.

As geadas registradas em todo o estado, nos dias 21, 25, 29 de junho e 1º de julho, atingiram lavouras com elevada sensibilidade às quebras bruscas de temperaturas.

O produtor rural de Maracaju, Mato Grosso do Sul, Irineu Busatto disse em entrevista nesta quinta (8) ao Canal do Boi que a região foi muito afetada pela geada.

“Nós tivemos problemas no início do plantio, se nós começarmos ver lá atrás o plantio da soja atrasou por causa da falta de chuva, de 15 a 20 dias. Nisso atrasou também o plantio da safrinha. O milho estava atrasado na nossa época e infelizmente, nós pegamos essa geada e deu uma prejudicada muito grande na produção e produtividade do nosso milho, que estamos prestes a iniciar a colheita”, desabafa o produtor.

Veja a entrevista completa:

Foto de capa: Mario Oliveira

Compartilhar

Últimas Notícias