Pecuária

Exportações de carne suína avançam enquanto vendas domésticas seguem lentas

Demanda de frigoríficos por novos lotes de animais de produção independente também registrou queda

08/07/2021 - 11:35 | Por Redação - SBA | Siga-nos no Google News

O mercado interno de suíno está mais enfraquecido neste começo de mês, diferentemente do aguardado pelo setor para este período, quando geralmente a liquidez se aquece. Segundo pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), como as vendas domésticas de carne suína estão lentas, a demanda de frigoríficos por novos lotes de animais de produção independente também se retrai. 

Nesse contexto, os preços do animal vivo e da carne estão caindo com certa força em todas as praças acompanhadas pelo Cepea. 

Já as vendas externas seguem intensas. Em junho, os embarques de carne suína (in natura, salgados e industrializados) atingiram o segundo maior volume da história, atrás somente do recorde alcançado em março de 2021. Pesquisadores do Cepea indicam que o principal motivo desse avanço segue sendo os envios à China.

 

Informações por Cepea/ Foto de capa por Wenderson Araujo/ Trilux/ Sistema CNA Senar

Compartilhar

Últimas Notícias