Agricultura

Indicador do algodão volta a reagir neste começo de mês

Vendedores estão incertos quanto à produtividade e à qualidade da pluma

07/07/2021 - 15:58 | Por Redação - SBA | Siga-nos no Google News

Os preços internos do algodão voltaram a reagir neste início de julho. Segundo pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), a sustentação vem da restrição de vendedores, que, neste início de safra, se mostram incertos quanto à produtividade e à qualidade da pluma. 

Além disso, muitos produtores já comprometeram bons volumes por meio de contratos a termo, limitando a oferta no spot. Pesquisadores do Cepea ressaltam que as variações positivas só não foram mais intensas devido à resistência de compradores em pagar valores maiores e à maior oferta de tradings ao mercado interno, tendo em vista que a venda doméstica remunera mais que as exportações. 

No acumulado da parcial de julho, o Indicador CEPEA/ESALQ, com pagamento em 8 dias, subiu 3,68%, fechando a R$ 4,8639/lp na terça-feira, 6.

 

Informações por Cepea

Compartilhar

Últimas Notícias