Pecuária

Brasil realiza parceria para fornecimento de material genético para a Índia

Projeto prevê o envio de 250 mil doses de sêmen e embriões para o país asiático e a movimentação de quase R$ 12 milhões

28/06/2021 - 14:05 | Por Redação - SBA | Siga-nos no Google News

A Associação Brasileira da Inseminação Artificial (Asbia), a Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ) e a Associação Brasileira dos Criadores de Gir Leiteiro (ABCGIL) assinaram um estudo solicitado um estudo solicitado pela entidade indiana, NDDB (National Dairy Development Board), que consiste em uma análise técnica das exigências da licitação para a aquisição de genética bovina.

A análise sucedeu o documento enviado em maio para a Índia, que detalhou os parâmetros zoogenéticos e outros importantes pontos do edital de exportação de sêmen e embriões, assinado, na época, pelo presidente da Asbia, Márcio Nery; o presidente da ABCZ, Dr. Rivaldo Borges; o ex-gerente executivo da Asbia, Dr. Carlos Vivacqua, e a diretora da ABCZ, Dra. Ana Claudia Souza.

“O projeto prevê a exportação de 250 mil doses de sêmen e embriões, movimentando quase R$ 12 milhões, ou US$ 2 milhões. É um marco, não só para o mercado genético nacional, mas também para a cooperação entre o Brasil e a Índia em prol do melhoramento genético dos rebanhos”, comenta Márcio Nery.

O atual gerente executivo da Asbia, Cristiano Botelho, comemora mais uma etapa concluída para a concretização do projeto de exportação de genética para a Índia.

"É o reconhecimento mundial do valor da genética brasileira e o seu potencial transformador para o progresso, a eficiência e a produtividade dos rebanhos nacionais e internacionais. As oportunidades que este projeto representa para o Brasil e para o mundo são muito impactantes", considera.

 

Com informações da Assessoria

Compartilhar

Últimas Notícias