Agricultura

Vazio sanitário da soja já está valendo. Veja em quais estados

Durante o período fica proibida a presença de plantas vivas de soja

16/06/2021 - 06:19 | Por Redação - SBA | Siga-nos no Google News
Foto: Divulgação Fundação Chapadão 

O vazio sanitário da soja para safra 2021 começa hoje (15) em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul e segue até o dia 15 de setembro. Neste período fica proibida a presença de plantas vivas de soja e também o cultivo da cultura nos estados. A medida é uma técnica de manejo de pragas e doenças, em especial para o controle da ferrugem asiática da soja.

“Este período é importante para o nosso setor, uma vez que 90 dias são suficientes para evitar a contaminação e proteger as nossas lavouras da ferrugem asiática, doença que tem um alto índice de devastação”, explica o presidente da Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso (MT), Fernando Cadore.

Em MT, os produtores que descumprirem a determinação, durante o período, podem ser autuados e/ou multados. O valor é de 30 UPFs (Unidade Padrão Fiscal) mais 2 UPFs por hectare de planta não eliminada.

Segundo um informe técnico da equipe de Defesa Agrícola de MT, baseado na portaria Nº 306 de 2021, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), a qual institui o Programa Nacional de Controle da Ferrugem Asiática da Soja Phakopsora pachyrhizi (PNCFS):

“Os pedidos de autorização para semeadura fora do calendário de plantio ou cultivo de soja durante o período de vazio sanitário deverá ser protocolizado na Superintendência Federal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento em cada Estado, assinado pelo produtor, responsável técnico ou representante da instituição de pesquisa, com o mínimo de 60 (sessenta) dias de antecedência da data de semeadura”.

Em MS, a Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal do MS (Iagro) é responsável pela fiscalização, notificação e encaminhamento de multa aos produtores rurais que permitem plantas voluntárias no período do vazio sanitário. A Fundação Chapadão emitiu um alerta diante da medida.

“O período de início do vazio sanitário da soja vai começar. A erradicação das plantas guaxas é essencial para reduzir na entressafra e prolongar ao máximo o início da doença na safra 2021/22”, disse a Fundação. 

No estado do Paraná o vazio teve início em 10 de junho e segue até 10 de setembro.

 

Com informações Aprosoja MT e Fundação Chapadão

Compartilhar

Últimas Notícias