Economia

Exportação total de carne bovina cresce 8% em volume e 12% em receita

China é o maior comprador da proteína brasileira

12/04/2021 - 09:30 | Por Redação - SBA | Siga-nos no Google News

As exportações totais de carne bovina cresceram em março 8% em volume e 12% em receita, ante o mesmo período em 2020. Os valores foram de 147.333 toneladas para 159.422 toneladas no volume, e US$ 636,2 milhões para US$ 713,5 milhões na receita.

No primeiro trimestre de 2021, o valor de receita acumulado é de US$ 1,81 bilhão, praticamente o mesmo valor equivalente ao mesmo período no ano passado. Tratando do volume, o valor acumulado no primeiro trimestre do ano é de 411.025 toneladas em 2021 contra 413.935 toneladas em 2020, representando uma queda de 1%.

Segundo informações da Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo), um dos responsáveis pelo aumento é a ampliação de compras da China, após as comemorações do Ano Novo Lunar, o principal feriado do gigante asiático. Somadas as compras de Hong Kong, as compras chinesas crescem continuamente em 2021: em janeiro foram 74,707 toneladas; em fevereiro 79.895 toneladas e em março 93.692 toneladas. Somados os três primeiros meses do ano, o valor representa uma participação de 59,9% nas exportações totais de carne bovina brasileira 60% na receita obtida.

O segundo maior comprador do produto brasileiro foi o Chile, com 18.205, redução de 22% em relação a 2020; em terceira posição as Filipinas compraram 14.522 toneladas, incremento de 41%; os Estados Unidos em quarto lugar, com 14.092 toneladas, representado incremento de 117%. Segundo a entidade, 58 países ampliaram suas importações enquanto 73 diminuíram. 

 

Com informações Abrafrigo / Foto de capa: Cleber Davidson

Compartilhar

Últimas Notícias