Economia

Inflação da indústria cresce 5,22% em fevereiro

Segundo IBGE essa foi a maior alta desde 2014

30/03/2021 - 19:20 | Por Redação - SBA | Siga-nos no Google News

O Índice de Preços ao Produtor (IPP) registrou em fevereiro a maior alta desde 2014, alcançando a margem de 5,22%. O desempenho é o segundo recorde consecutivo, após avaliação de 3,36% para 3,55% do resultado de janeiro. O IPP acumula recordes de 8,95% no ano, e de 28,58% nos últimos 12 meses.

O resultado divulgado hoje (30) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), reflete a elevação de preços em indústrias extrativas (27,91%), de refino de petróleo e produtos de álcool (12,12%), de outros produtos químicos (9,69%) e de metalurgia (8,35%). Estes são também, os setores que mais influenciaram resultado agregado: indústrias extrativas (1,66 p.p.), refino de petróleo e produtos de álcool (1,04 p.p.), outros produtos químicos (0,79 p.p.) e metalurgia (0,56 p.p.). 

Desde agosto de 2019, esse é o 19º aumento consecutivo na comparação mês a mês do indicador. O Índice, tem a função de medir a variação dos preços de produtos na "porta da fábrica", sem imposto e frete, de 24 atividades das indústrias extrativas e da transformação. Do total, 23 apresentaram variações.

Segundo informações do técnico da pesquisa, Felipe Figueiredo Câmara, o resultado dá continuidade a uma sequência de mudanças positivas, pois há uma continuidade na combinação de efeitos conjunturais, que entrega uma inflação acumulada em fevereiro de 8,95%.

O técnico afirma ainda, que um dos fatores mais importantes é a depreciação cambial, que chega a atingir 25% no acumulado de 12 meses. Como consequência, há um efeito sobre a cadeia produtiva afetando os insumos importados. Ao mesmo tempo, óleo bruto de petróleo e minério de ferro cotados em moedas estrangeiras, também registram alta.

A variação média de preços em fevereiro nas indústrias extrativas foi de 27,91%, a maior variação da série, superando os 19,60% de dezembro de 2016. Com isso, o acumulado no ano chegou a 43,30%, maior resultado para um fevereiro e o acumulado em 12 meses foi a 87,59%, o maior da série.

Os indicadores de preços ao produtor das indústrias extrativa e de transformação, são calculados através de  uma pesquisa específica feita às empresas industriais. O cenário escolhido, apresenta 416 produtos e cerca de 2 mil empresas correspondentes de aproximadamente 67% da receita líquida de vendas de produtos e serviços industriais.

Os dados correspondem a uma pesquisa realizada em 2016. Entretanto, para seleção de produtos e empresas, foram utilizadas as pesquisas de 2014.


Com informações Agência IBGE / Foto: Washington Alves Petrobras

Compartilhar

Últimas Notícias

1° Leilão Fazenda Jardim do Sul & Convidados