Agricultura

Exportação do agronegócio tem alta de 2,8% em relação à 2020

Analise feita pela CNA apresenta quadro otimista para a exportação em 2021

23/03/2021 - 10:09 | Por Redação - SBA | Siga-nos no Google News
Foto: Pixabay 

Em análise apresentada no dia na terça-feira (16) desse mês pela Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), a partir de dados do Ministério da Economia, foi divulgado um crescimento de 2,8% nas exportações do agronegócio com relação ao mesmo período do ano anterior. No mês de fevereiro, o valor foi de US$ 6,5 bilhões, já o superávit comercial do agronegócio foi de US$ 5,2 bilhões no mês anterior. A soma das vendas externas dos meses de janeiro e fevereiro atingiram US$12,1 bilhões.

O produto em destaque na exportação foi a soja em grãos, que teve  participação de 17,5% na receita total e valor de US$ 1,1 bilhão, apesar de ter apresentado queda de 33,1% em relação a fevereiro de 2020, reflexo das colheitas atrasadas pelo alto volume de chuvas, o que impactou os embarques de forma negativa. O segundo lugar foi ocupado pela carne de frango in natura teve, queda de 6,9% em fevereiro se comparada ao ano passado e alcançou o valor de US$488 milhões nas exportações. De acordo com informações da CNA, o volume de embarques teve pouca variação, indicativo de que a alta do dólar beneficiou o produtor brasileiro.

Segunda a Confederação os aumentos mais significativos na comparação com fevereiro de 2020 foram para o milho (+158,2%), que ultrapassou a marca de US$  66,6 milhões para US$ 170 milhões esse ano; o açúcar refinado (+95,0%) cuja receita passou de US$ 68,6% milhões para US$133,8 milhões; e o farejo de soja, que apresentou elevação de 82,3%.

Sobre o destino das exportações, 67% foram direcionadas a dez mercados.  A China, principal compradora, respondeu por 26% da pauta comercial brasileira, seguido pela União Europeia (16,5%) e Estados Unidos (8,1%). Alguns países asiáticos, como Indonésia (3,2%), Bangladesh (2,8%), Japão (2,2%) e Vietnã (2,0%) também foram destinos de embarque. 

 

Com informações CNA

Compartilhar

Últimas Notícias