Assista agora:

RS cria projeto para fiscalização sanitária na divisa com Santa Catarina

Agentes vão trabalhar em postos fixos e volantes em 97 municípios gaúchos

26/01/2021 - 18:03 | Por Valdecir Cremon - SBA | Siga-nos no Google News

O município de Vacaria foi escolhido pela Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, do Rio Grande do Sul, para lançar o Projeto Guaritas, nesta quinta-feira (28). A iniciativa do poder público utilizará barreiras volantes em pontos de entrada no estado, além dos seis postos fixos de divisa com Santa Catarina.  Serão investidos R$ 82,9 mil do Fundo de Desenvolvimento e Defesa Sanitária Animal do Rio Grande do Sul (Fundesa) para a execução do projeto.

Inspirado no Programa Sentinela, o Guaritas vai atuar em 97 municípios, divididos em dois blocos. Contará com a vigilância em sanidade animal, que é o foco do Sentinela, e também com vigilância na área vegetal.

“O posto fixo é um ponto conhecido de fiscalização. É necessário complementar a vigilância, cobrindo os pontos de entrada no Estado que ficam desguarnecidos e propensos à entrada irregular de cargas”, explica o chefe da Divisão de Controle e Informações Sanitárias da secretaria, Francisco Lopes.

O Programa de Vigilância Agropecuária Interestadual – Guaritas organizará equipes de fiscalização que irão realizar atividades volantes de vigilância em qualquer ponto de entrada no Estado, tanto nos pontos fixos de divisa quanto nos mais de 50 pontos de passagem por rodovias ou balsas existentes na fronteira entre os dois estados. “Será uma atividade periódica, contando com o fator surpresa na tentativa de coibir o trânsito irregular de cargas interestaduais”, complementa Francisco.

*Com informações e imagem da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural

Compartilhar

Últimas Notícias