Pecuária

Agência de Defesa Sanitária Animal de MS alerta para casos de raiva bovina no estado

Orientação é que, em caso de morte suspeita por raiva, o produtor não encoste no bovino e comunique o caso a Iagro mais próxima

18/01/2021 - 08:34 | Por Redação - SBA | Siga-nos no Google News

Em Mato Grosso do Sul, a Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro) manifestou preocupação sobre os nove focos de raiva bovina registrados no município de Cassilândia, a 419 km de Campo Grande.

Os focos de raiva na cidade estão localizados nas seguintes regiões:

    • 03 focos - na região da Serra do Faustino Vendrame sentido Árvore Grande;
    • 01 foco - na região da Ilha do Pescador;
    • 03 focos - na região ao fundo do Aeródromo Municipal;
    • 02 focos - na região do Distrito do Indaiá do Sul, próximo à Vila. 

A vacinação contra raiva não é obrigatória em Cassilândia, mas diante do número de focos e as ocorrências em diversas regiões do município, a IAGRO recomenda que o produtor rural faça a imunização do rebanho, inclusive com o reforço após 30 (trinta) dias da primeira aplicação.

Seguindo o protocolo, a equipe da Iagro trabalha 12 quilômetros em torno deste local onde houve o foco, orientando com relação aos cuidados que o produtor deve ter e procurando possíveis abrigos do morcego transmissor, da espécie hematófago e popularmente conhecido como morcego vampiro, a atualização da vacinação e a não manipulação de animais com sintomas da raiva.

De acordo com a Iagro, os municípios de Paraíso das Águas e Costa Rica, próximos da região, possuem mais de 100 animais mortos pela raiva.

Cuidados e orientações

A orientação é que quando os moradores da área rural encontrarem animais com perda de apetite, salivação, andar cambaleante, que não conseguem se alimentar e nem se movimentar e vem a óbito entre 3 e 7 dias após; possuirem animais com sugadura por morcegos hematófagos e/ou tiverem conhecimento de abrigos com morcegos, comunicarem a Unidade Veterinária da IAGRO mais próxima e não manusearem estes animais. 

Caso qualquer pessoa entre em contato com animal suspeito ou venha a ser agredido por morcegos, cães, gatos, procurar imediatamente o Posto de Saúde mais próximo.

 

Informações por Iagro/ Cassilândia Notícias - Foto de capa por Divulgação

Compartilhar

Últimas Notícias