Pecuária perde João Aguiar Alvarez, referência em criação de nelore

Morte foi confirmada pela Associação dos Criadores de Nelore do Brasil

08/01/2021 - 11:10 | Por Valdecir Cremon - SBA | Siga-nos no Google News

A pecuária brasileira está em luto. A ACNB (Associação dos Criadores de Nelore do Brasil) confirmou, na manhã desta sexta-feira (8), a morte do pecuarista João Aguiar Alvarez, considerado um dos maiores nomes do segmento no país. A informação foi confirmada ao Canal do Boi pela assessoria de imprensa da associação. A morte ocorreu no final da noite de ontem. 

Alvarez, de 60 anos, era considerado um dos maiores criadores de nelore do país. Há 30 anos administrava a fazenda Valônia, de Lins (SP), referência na criação da raça pelos investimentos em melhoramento genético de gado.

O pecuarista e agrônomo de formação, era neto de fundador do Banco Bradesco, Amador Aguiar. Segundo a fazenda, ele estava internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo (SP), para tratamento de um câncer. O enterro ocorreu na manhã desta nesta sexta-feira, na capital paulista.

Foto: Álbum de família

A ACNB emitiu uma nota de pesar.

"A pecuária brasileira e o Nelore perderam um dos seus mais importantes criadores. Faleceu ontem (07.01) João Aguiar Alvarez, proprietário da Fazenda Valônia (Lins, SP), criatório de destaque da raça, com uma história fantástica de investimentos na genética de alta qualidade. Aliás, no Leilão Valônia de 2020 foi comercializada a matriz com preço recorde do ano, Íris-8 FIV (Melhor Fêmea Adulta Nelore do Ranking da ACNB 2019/2020).
A Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB) solidariza-se com João Aguiar Alvarez Filho, nosso diretor e filho do já saudoso João Aguiar, e sua família, desejando força para superar essa terrível perda.
“Não podemos fazer nada sem a colaboração das pessoas”, não se cansava de dizer João Aguiar Alvarez.
Agrônomo, João Aguiar sempre administrou as terras de sua família e há poucos mais de 30 anos resolveu desenvolver seu projeto particular, dedicando-se à sua maior paixão: a pecuária. O nome Valônia – ele dizia – tinha V de Vidas e de Valores."

 

Foto de capa: divulgação

Compartilhar

Últimas Notícias