Assista agora:
Economia

Agosto registra mais alta inflação para o mês, diz IBGE

Alimentos para consumo em domicílio tiveram aumento de 1,15% em agosto no IPCA

09/09/2020 - 18:24 | Por Douglas Ferreira - SBA | Siga-nos no Google News

Em agosto foi registrado a mais alta inflação para o mês, desde o ano de 2016. Embora o índice tenha retraído em relação a julho (0,36%). Gasolina apontou elevação pelo terceiro mês seguido, e os alimentos, que chegaram a obter certa estabilidade de preços em julho, mas voltaram a subir em agosto. Para as famílias de menor renda, o impacto é maior.

Na manhã de hoje, quarta-feira (9), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que compõe o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), referente às famílias com rendimento de um (R$ 1.045,00) a 40 salários mínimos. No ano o indicador acumula alta de 0,70% e, em 12 meses, de 2,44%.

Alimentos para consumo em domicílio tiveram aumento de 1,15% em agosto no IPCA. Os principais itens que influenciaram essa elevação foram o tomate (12,98%), o óleo de soja (9,48%), o leite longa vida (4,84%), as frutas (3,37%) e as carnes (3,33%). Sendo que altas em componentes básicos da alimentação do brasileiro, como arroz e feijão, podem elevar a percepção de inflação nas gôndolas dos mercados.

O Analista de agronegócios do Sistema Brasileiro do Agronegócio (SBA) – Canal do Boi, Agro Canal e Arroba Play – explicou os aumentos para esses produtos e apresentou propostas para retração.

 
Compartilhar

Últimas Notícias