Equídeos

Cavalo Pantaneiro se destaca por ter aptidões

O Cavalo Pantaneiro foi  moldado, para resistir às restrições ambientais do Bioma Pantanal

03/09/2020 - 10:28 | Por Kaile Rodrigues - SBA | Siga-nos no Google News

O Cavalo Pantaneiro é  importante  na região da Planície  Pantaneira, é um instrumento utilizado para a lida diária com o gado. A raça é conhecida por ser resiliente, a aptidão reúne as principais características de um cavalo de sela. O  andamento é o trote, macio e confortável, com tração predominantemente dianteira.

A pesquisadora da Embrapa Pantanal, Sandra Aparecida Santos, explica que o Cavalo Pantaneiro foi  moldado, para resistir às restrições ambientais do Bioma Pantanal, onde ora é muita água, ora é muita seca, além de outros inconvenientes, como altas temperaturas, insetos, predadores, entre outros fatores. A Embrapa Pantanal, localizada na cidade de Corumbá, interior de Mato Grosso do Sul, tem um núcleo de criação do Cavalo Pantaneiro mantido no ambiente natural, na região da Nhecolândia.

Em julho de 1988 foi fundado o núcleo de criação do Cavalo Pantaneiro na fazenda Nhumirim, com 31 animais (garanhões, éguas e potras), depois por contrato de comodato com a Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Pantaneiros (ABCCP), esse número foi aumentando, para a obtenção de representatividade e maior variação genética.

O núcleo teve por objetivo a conservação da raça, conjuntamente com pesquisas em reprodução, nutrição, genética, seleção zootécnica, melhoramento, parasiltologia, virologia, etc. 

Para todo o Pantanal foi realizado a caracterização genética e fenotipica das populações existentes e identificação dos sistemas de criação. Realizada a identificação da origem do Cavalo Pantaneiro

Cavalo Pantaneiro - BBGA - Photo: MELO, Claudio Bezerra 

Compartilhar

Últimas Notícias