Mercado

Indicador do algodão registra maior alta mensal dos últimos quatro anos

Valorização entre 31 de julho a 31 de agosto foi de 16%

02/09/2020 - 13:07 | Por Redação - SBA | Siga-nos no Google News

Segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), vendedores permaneceram firmes quanto aos preços pedidos no mercado de algodão em pluma em agosto. Mesmo assim, novos negócios foram registrados no spot, devido à necessidade de indústrias de repor estoques – a maioria, no entanto, envolveu volumes pequenos, de modo geral. 

Com a retomada gradual da economia, indústrias precisam repor estoques da matéria-prima, uma vez que, tradicionalmente, optam por comprar conforme a necessidade e em períodos de maior oferta. Do lado vendedor, produtores seguem priorizando o cumprimento de contratos a termo, especialmente para exportação, aproveitando a rentabilidade mais atrativa. 

Entretanto, a recuperação dos preços internos contribuiu para reduzir a diferença entre os valores domésticos e a paridade de exportação. De 31 de julho a 31 de agosto, o Indicador do algodão em pluma CEPEA/ESALQ, com pagamento em 8 dias, registrou alta expressiva de 16%, fechando a R$ 3,3110 em 31 de agosto. 

Esta é a maior variação mensal desde janeiro/16, quando o Indicador subiu 16,91%. A média de agosto foi de R$ 3,0949/lp, 12,2% acima da de julho/20 e 25,47% maior que a de agosto/19 – em termos nominais é a maior média desde set/18 (R$ 3,1887/lp).

 

Informações por Cepea

Compartilhar

Últimas Notícias