Economia

Volume exportado de café atinge 22,9 milhões de sacas e receita de US$ 3 bilhões

Valores são referentes aos sete primeiros meses de 2020 e compõe o relatório do Cecafé

27/08/2020 - 12:54 | Por Redação - SBA | Siga-nos no Google News

Segundo dados do Relatório mensal – julho 2020, do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil – Cecafé, nos sete primeiros meses de 2020, as exportações dos Cafés do Brasil atingiram um volume físico total equivalente a 22,9 milhões de sacas de 60kg e receita cambial de US$ 3,0 bilhões, com preço médio da unidade correspondente a US$ 128,9. 

Nesse contexto, os cafés da espécie arábica vendidos ao exterior totalizaram 18 milhões de sacas, volume que representa 78,4% das exportações, enquanto os cafés da espécie de conilon (robusta), com 2,6 milhões de sacas, equivaleram a 11,2%.

Por fim, o café solúvel teve participação de 10,3%, com 2,4 milhões de sacas, e o café torrado e moído, com 13,8 mil sacas, que equivaleram apenas 0,1% das exportações.

Os dez principais países e blocos econômicos que importaram os Cafés do Brasil, no período ora em destaque, ou seja, de janeiro a julho de 2020, num ranking em ordem decrescente, foram, em primeiro, os Estados Unidos, que adquiriram 4,3 milhões de sacas de café, volume que corresponde a 18,6% do total exportado; em segundo, a Alemanha, com 3,9 milhões de sacas, o que representa 17,1% das exportações; em terceiro, a Itália, com 1,8 milhão de sacas (8,1%); em quarto, vem a Bélgica, com 1,7 milhão (7,2%); e o Japão, em quinto colocado, com 1,2 milhão de sacas (5,1%) de sacas de café importadas do Brasil.

Conforme os dados ora em estudo do Cecafé também merecem destaque as exportações dos cafés diferenciados nesse mesmo período de janeiro a julho do corrente ano, no qual o Brasil exportou 3,8 milhões de sacas. Para o Cecafé, cafés diferenciados são os que têm qualidade superior ou algum tipo de certificado de práticas sustentáveis. 

No caso específico, o volume, que foi o segundo maior exportado no período, nos últimos cinco anos, corresponde a 16,6% do total de café vendido ao exterior. A receita cambial obtida com essas exportações de cafés diferenciados foi de US$ 625,6 milhões, montante que representa 21,1% do total arrecadado pelo Brasil em receita com as exportações no período de janeiro a julho deste ano.

Confira por aqui o Relatório mensal – julho 2020, do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil – Cecafé

 

Informações por Embrapa

Compartilhar

Últimas Notícias