Rússia pode voltar a importar carne suína até o fim de agosto

Ministro afirma que questões técnicas foram resolvidas e não existem impedimentos políticos

Rússia pode voltar a importar carne suína até o fim de agosto

Ministro afirma que questões técnicas foram resolvidas e não existem impedimentos políticos

Economia
Por Esthéfanie Vila Maior - SBA
08/08/2018 às 14h
Embargo russo à carne suína brasileira encerra no fim do mês

O embargo russo à carne suína brasileira pode ser encerrado até o fim de agosto, de acordo com o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi. O ministro falou sobre o assunto em entrevista, nesta terça-feira (07), depois de participar da ExpoFenabrave, em São Paulo.

“Estive com o presidente Michel Temer na reunião do BRICs, quando conversamos com o ministro da Agricultura, Dmitri Patrushev, e o presidente Vladimir Putin. Nossas áreas técnicas finalmente ajustaram suas demandas”, afirmou.

Na reunião do BRICs, no final de julho, na África do Sul, Maggi disse ter consultado o ministro russo sobre qualquer impedimento político para o retorno ao mercado do país. “Ele garantiu que não, que eram somente questões técnicas, que já foram resolvidas”, explicou.

Nesta semana, chegou o primeiro navio de trigo da Rússia importado pelo Brasil, uma das exigências de comércio múltiplo entre os dois países. O mercado de peixes também foi aberto. “Já liberamos vários frigoríficos deles, principalmente de bacalhau”, comentou.

O ministrou falou ainda sobre a abertura de novos mercados no exterior, como o da Coreia do Sul que, apesar de ser importante, cobra um imposto para o ingresso dos produtos. O assunto será discutido em uma segunda etapa de negociação. 

Durante o evento, Maggi também apresentou aos participantes um estudo da Embrapa de macrologística. “Quando houver a implantação de uma nova rodovia, ferrovia, hidrovia, o estudo demonstra o foco da produção agrícola. Mas não serve somente para quem planta, mas para quem transporta, para quem faz parte de todo o processo, como o setor de veículos, de equipamentos e assim por diante”, explicou.

Veja também


Comentários


© Copyright 1996-2018 - Sistema Brasileiro do Agronegócio - Todos os Direitos Reservados