Primeira etapa da campanha contra aftosa vacinou 97,32% do rebanho

Dados preliminares foram divulgados pela Divisão de Febre Aftosa

Primeira etapa da campanha contra aftosa vacinou 97,32% do rebanho

Dados preliminares foram divulgados pela Divisão de Febre Aftosa

Pecuária
Por Esthéfanie Vila Maior - SBA
09/08/2018 às 14h
Ao todo, foram imunizados 195,75 milhões de bovinos e búfalos

A primeira etapa da campanha contra a febre aftosa vacinou 97,32% do rebanho esperado de 201,1 milhões. Ao todo, foram imunizados 195,75 milhões de bovinos e búfalos. É o que aponta o balanço parcial apresentado pela Divisão de Febre Aftosa (Difa) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). 

Quase todos os estados brasileiros já enviaram os relatórios de vacinação e a previsão é que a cobertura nacional chegue a 90%. Este percentual vem sendo mantido nos últimos três anos.

A vacinação foi realizada de 1º a 30 de maio e teve prorrogação de 15 dias em 20 estados e no Distrito Federal. A ampliação no calendário foi necessária devido à paralisação dos caminhoneiros, que comprometeu a distribuição das doses no país durante o período programado.

A segunda etapa de vacinação contra aftosa será iniciada, na maioria dos estados, entre 1º e 30 de novembro. Todos os produtores do país devem imunizar o rebanho de bovinos e búfalos, com exceção do estado de Santa Catarina que é livre da doença sem vacinação. 

PNEFA
A partir de novembro de 2019, se foram cumpridas todas as ações previstas no Programa Nacional de Erradicação da Febre Aftosa (PNEFA), será iniciada a suspensão gradual da vacinação obrigatória no Acre, Rondônia, parte do Amazonas e do Mato Grosso. 

A retirada completa da vacinação contra a aftosa em todo o país está prevista para o segundo semestre de 2023.

Veja também


Comentários


© Copyright 1996-2018 - Sistema Brasileiro do Agronegócio - Todos os Direitos Reservados