Ministério da Segurança Pública e CNA instalam grupo sobre criminalidade no campo

Objetivo é debater e sugerir soluções de combate a crimes que atingem produtores, familiares e trabalhadores rurais

Ministério da Segurança Pública e CNA instalam grupo sobre criminalidade no campo

Objetivo é debater e sugerir soluções de combate a crimes que atingem produtores, familiares e trabalhadores rurais

Agricultura
Por Esthéfanie Vila Maior - SBA
08/08/2018 às 09h
Encontro será reliado nesta quarta-feira (08), na sede da CNA

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, e o presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), João Martins, instalam, nesta quarta-feira (08), o grupo de trabalho bilateral criado para debater e sugerir soluções de combate à criminalidade no campo.

A iniciativa surgiu do estudo da CNA, sobre a criminalidade no campo. A pesquisa aponta o grave quadro de insegurança no meio rural e apresenta propostas para o combate de crimes que atingem produtores, familiares e trabalhadores rurais.

O grupo, que conta com representantes do Ministério da Segurança Pública e da CNA, será coordenado pela delegada Sandra Mara Guaglianoni Neto e terá o prazo de 45 dias, a partir da publicação da portaria, para apresentar o relatório final.

Para mapear casos como roubos de gado, assaltos e furtos nas fazendas, a CNA criou, em 2017, o Observatório da Criminalidade no Campo, que oferece um espaço para relatos sobre a ocorrência de crimes comuns no setor rural.

Veja também


Comentários


© Copyright 1996-2018 - Sistema Brasileiro do Agronegócio - Todos os Direitos Reservados