Agronegócio

Exportações de frango brasileiro à China atingem recorde em maio

Casos de Peste Suína Africana (PSA) têm aumentado as vendas de proteínas brasileiras para o país asiático

07/06/2019 às 18h   |   Por Douglas Ferreira - SBA

Foto: Divulgação

De acordo com Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) os casos de Peste Suína Africana (PSA) na China têm aumentado exportações de proteínas brasileiras. Entre janeiro a maio deste ano, a China (considerando Hong Kong) foi destino de 17% do total de carne de frango exportado pelo Brasil, 48% dos embarques de carne suína e 39% dos da bovina. Segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) em maio o volume de carne brasileira de frango  exportado à China foi recorde, de 54,9 mil toneladas.

Além do crescimento em volume, o país asiático tem pago mais caro pela proteína do Brasil; durante o mês de abril os cortes e os miúdos de frango eram vendidos em média US$ 1,96 o kg, em maio, esse valor passou para US$ 2,55 o kg, elevação de 30% no período. Tendo em vista as exportações totais de carne de frango em maio, o volume foi de 381,1 mil toneladas, aumento de 12,4% em relação ao mês anterior e de 14,3% frente a maio de 2018, ainda conforme a Secex. Em termos de receita, o faturamento em reais foi de 2,6 bilhões, o segundo maior da série histórica, inferior apenas ao obtido em julho do ano passado, que foi de R$ 2,7.

 

 

Fonte: Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea)


Últimas Notícias

Comentários