Internacional

Tereza Cristina visita China em maio em busca de abertura de mercado para carne e soja

Missão inclui promoção do café brasileiro, reuniões no Japão e visita ao Vietnã e à Indonésia

23/04/2019 às 11h   |   Por Karine Pegoraro - SBA

Foto: Mapa

A ministra Tereza Cristina afirmou após reunião realizada nesta segunda-feira, que no dia 6 de maio visitará a China para ampliar mercado para produtos brasileiros. Em seguida ela irá ao Japão, tratar de possível liberação de novos estabelecimentos para exportação de carne e de relatório pedido por autoridades sanitárias com essa finalidade.

Os chineses estiveram no Brasil ano passado e fizeram vistorias em dez plantas frigoríficas. A príncipio, a ideia era a abertura de 60 plantas, mas apenas nove foram aprovadas. Uma nova vistoria deve ser realizada ainda este ano. A ministra ainda afirmou que no ano passado, 88% do total das vendas externas de soja e é importante afirmar novamente esta parceria entre os países.

Em Pequim, haverá reunião de governo e, em Xangai, participará da feira Sial, o maior evento do setor de alimentos do país. Tanto em Tóquio, quanto nas cidades chinesas estão previstas ações de promoção do café brasileiro, produto da pauta de exportações que enfrenta queda dos preços no mercado externo.

No Japão, reunião de ministros da Agricultura antecede a reunião do G-20 prevista para junho. “Um dos assuntos é a preparação da visita dos presidentes. Na reunião serão discutidos temas dos diversos países, inclusive terá um novo subgrupo de cinco países (EUA, Chile, Brasil, Argentina e Paraguai) que irá discutir assuntos do interesse desses países com a Ásia”, adiantou a ministra.

Além do Brasil, o G20 tem como integrantes: África do Sul, Alemanha, Arábia Saudita, Argentina, Austrália, Canadá, China, Coreia do Sul, Estados Unidos, França, Índia, Indonésia, Itália, Japão, México, Reino Unido, Rússia, Turquia e União Europeia.

Tereza Cristina lembrou que ainda irá, na mesma missão, “ao Vietnã para conversar com mercado da carne (proteínas), e à Indonésia, também para falar da abertura de novos mercados”.

Informações: Mapa


Últimas Notícias

Comentários