Economia

Mercados internacionais reagem a mudança de agenda entre China e EUA

As informações já pesam sobre o mercado financeiro global incluindo de commodities

14/03/2019 às 16h   |   Por Rosa Cabral - SBA

O tão aguardado encontro entre os dois presidentes Donald Trump e Xi Jinping para resolver a guerra comercial, não acontecerá em Março, o mais provável é que ocorra em abril, segundo divulgou a agência internacional de notícias Bloomberg citando fontes não identificadas. Ainda de acordo com a agência, fontes teriam dito que o encontro só acontecerá mesmo no final do mês.

Foto: Divulgação

As especulações, é que o encontro dos líderes das duas maiores economias globais deveria ser, novamente, na propriedade de Trump em Mar-a-Lago, na Flórida. Porém, a nação asiática estaria reivindicando que os americanos realizem a visita aberta e com cerimônia, para aí sim, bater o martelo com acordo assinado, e não somente uma "aparição discreta". 

A informação está reagindo no mercado financeiro, em especial as commodities. Nos EUA, por exemplo, as ações caíram e o yuan offshore, na China, registra perda de 0,51%, a maior desde 1º de fevereiro. 

A soja rege com menos instensidade na Bolsa de Chicago, considerando que o mercado já se mostra desconfortável com notícias que não se confirmam. Nesta manhã de quinta-feira, horário de Brasília, os preços perdiam pouco mais de 1 ponto. 

 


Últimas Notícias

Comentários