Geral

Lideranças do setor de transportes negam greve de caminhoneiros

Mensagens que circulam pela internet indicavam nova paralisação da categoria no sábado (30)

28/03/2019 às 12h   |   Por Adriano Falleiros - SBA

Em nota enviada a veículos de comunicação nesta quinta-feira (28), a Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA) nega ter articulado paralisação envolvendo caminhoneiros, que estaria marcada  para o próximo sábado (30). A CNTA foi uma das instituições que liderou a greve da categoria no ano passado.

Segundo informações que circulam pela internet, principalmente, em aplicativo de mensagens, a suposta greve seria colocada em prática por caminhoneiros autônomos de todo o Brasil, em movimento semelhante à greve geral de maio de 2018.

"Se o Diesel não baixar do Brasil vai parar. Greve já", diz uma das páginas que apoia a paralisação. As informações apontam que o movimento não tem a mesma força percebida no ano passado, mas há temor de que os caminhoneiros possam se fortalecer e cheguem ao potencial explosivo da última greve.

Entre as lideranças da categoria, no entanto, não há greve marcada, só uma carreata prevista para ser realizada no Paraná.
Por meio de nota, a Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam) também afirmou que não detectou proposta de paralisação entre seus membros e, tampouco, convocou nova greve geral.


Últimas Notícias

Comentários