Economia

Green Rio 2019 quer fortalecer cooperação entre Brasil e Alemanha

Evento será entre os dias 23 e 25 de maio com foco em PMEs, Agricultura Familiar e Cooperativismo

08/05/2019 às 10h   |   Por Juliana Casanatto - SBA

Foto: Divulgação

Entre os dias 23 e 25 de maio, o Rio de Janeiro vai sediar a 8ª edição do Green Rio, um dos mais importantes eventos sobre bioeconomia no Brasil. Reconhecido como plataforma para negócios sustentáveis, o Green Rio reunirá na Marina da Glória, representantes da economia verde e do setor orgânico para debaterem e desenvolverem parcerias estratégicas. A expectativa é que o evento, gratuito, receba cerca de 3.000 visitantes, que estarão em contato com mais de 80 expositores do Brasil e do exterior.

O momento mais aguardado desta edição será o lançamento do programa Brasil Bioeconomia / Agricultura Familiar e Cooperativismo, no primeiro dia de evento. A expectativa é de que a Ministra da Agricultura Tereza Cristina venha ao Rio para anunciar o plano. De acordo com um levantamento realizado em 2018 pelo portal Governo Federal, a agricultura familiar no Brasil responde por um faturamento anual que ultrapassa os US$ 55 bilhões. Considerando apenas a produção dos pequenos produtores, o país se consolida como oitavo maior produtor mundial de alimentos.

O Brasil tem tudo para ser um player global estratégico no cenário da bioeconomia, pela sua rica biodiversidade e também pelo seu capital humano”, afirma Maria Beatriz Costa, organizadora do Green Rio.

Comprovando que o cooperativismo está em alta, o Green Rio 2019 terá como novidade um dia adicional na rodada de negócios para matchmaking, promovido com o apoio do Ministério da Agricultura. Será um encontro de oportunidades para aproximar empreendedores da agricultura familiar à iniciativa privada. O objetivo é criar possibilidades de grandes players e micro produtores realizarem negócios, sem intermediários, valorizando assim o trabalho do agricultor. As rodadas são exclusivamente para expositores do Green Rio.

De acordo com o último Censo Agropecuário, a agricultura familiar é a base da economia de 90% dos municípios brasileiros com até 20 mil habitantes. Além disso, é responsável pela renda de 40% da população economicamente ativa do país e por mais de 70% dos brasileiros ocupados no campo.

Ainda no primeiro dia de evento haverá o lançamento da 2ª Edição do Prêmio BNDES de Boas Práticas para Sistemas Agrícolas Tradicionais e a presença do secretário da Agricultura Familiar e Cooperativismo Fernando Schwanke para ministrar uma palestra sobre Bioeconomia e Agricultura Familiar: Perspectivas para a próxima década.

A Amazônia também vem com muita força nesta edição. A ambientalista alemã Maritta Koch-Weser vai apresentar a proposta de desenvolvimento da primeira "Rainforest Business School" no Brasil. A iniciativa é voltada para a formação de recursos humanos em negócios sustentáveis na Amazônia, com o objetivo de suprir a demanda de especialistas com preparo para aproveitar o potencial econômico da floresta de pé.

Governo alemão no Green Rio 2019

Pelo terceiro ano consecutivo, o Green Rio contará com uma delegação vinda da Alemanha para participar do evento. A comissão, formada por 12 especialistas de departamentos do governo alemão, tem como destaques a diretora geral do Ministério Federal da Alimentação e Agricultura, Secretária Eva Müller e o presidente do Julius Kühn Institut (equivalente à nossa Embrapa) e o embaixador Dr. Georg Witschel.

Ainda no evento, o Instituto Julius Kuhn ratificará o acordo de cooperação assinado ano passado com a Secretaria de Agricultura Familiar, contemplando parcerias em energias renováveis, segurança alimentar e promoção da agricultura sustentável em pequenas propriedades.

Expositores

Durante os três dias de Green Rio, o público terá acesso a soluções inovadoras e lançamento de produtos. A feira reunirá mais de 80 expositores, trazendo artigos para indústrias, consumidores e agricultores, sempre relacionados à biodiversidade, economia verde e produção sustentável.

Além do Governo da Alemanha, o Ministério da Agricultura do Brasil também estará com estande. Nele, serão apresentadas iniciativas no setor e a promoção do uso sustentável dos recursos naturais. Um exemplo é o estande da Fiocruz, que apresentará projetos sobre plantas medicinais e fitoterápicas com a participação da agricultura familiar. A Finep, agência pública que financia a inovação, também terá seu estande.

Já o SEBRAE/RJ marcará presença no Green Rio por meio de startups selecionadas para o evento. As biostartups participantes desenvolvem soluções sustentáveis para agronegócios, alimentos, bebidas, cosméticos, moda, construção civil, energia e meio ambiente. Durante o evento, o SEBRAE/RJ realizará um bate-papo sobre empreendedorismo tecnológico em sustentabilidade.

O SESC RIO promoverá oficinas práticas de conceitos e técnicas sustentáveis. O público poderá percorrer um circuito expositivo com conteúdo informativo em três eixos: água, alimentos e resíduos. O espaço ainda disponibilizará orientações e dicas para uma vida mais saudável.

A Cativa Natureza, empresa de cosméticos orgânicos de Curitiba, está de volta ao Green Rio, com um estande próprio e celebrará uma parceria iniciada no Green Rio 2018 com produtores de pimenta rosa de São Pedro da Aldeia. Estes produtores da agricultura familiar tem o acompanhamento do Ministério da Agricultura.

Sobre o Green Rio

O Green Rio teve sua primeira edição em 2012, quando foi um side-event da Rio+20. Ao longo desses oito anos, o evento se firmou como plataforma de negócios sustentáveis que reúne expositores, palestrantes e representantes da economia verde e do setor orgânico. Em rodadas de negócios, o Green Rio já movimentou até hoje mais de R$ 8 milhões.

Fonte: RPM Comunicação


Últimas Notícias

Comentários