Pecuária

Feriado deixa semana menor para negócios com boi gordo em São Paulo

Dados do Balizador serão exibidos no "Mais Pecuária" desta terça-feira no Canal do Boi

09/07/2019 às 12h   |   Por Jorge Zaidan - SBA

Dia 9 de julho, feriado no estado mais rico do país, é uma data tradicional, orgulho dos paulistas. Em 1932, soldados armados pregaram uma revolução contra o governo Vargas, que assumira em 1930, em golpe de estado, com a promessa de elaborar uma nova Assembleia Nacional Constituinte. Como a promessa não havia sido cumprida, os paulistas se insurgiram contra o governo.

O feriado nesta terça-feira em São Paulo, praça de referência de negócios com boi gordo, deixa a semana menor, com um dia a menos para compra e venda de gado gordo. Pode ser um bom indício para recuperação de preços da arroba, na retomada dos negócios na quarta-feira, dia 10.

Os preços em São Paulo estão firmes, mas sob pressão. É o que mostram as informações de pecuaristas para o Balizador do GPB(Grupo Pecuária Brasil), sobre o comércio de gado com a indústria, no período de 2 a 8 de julho.

A média de preços negociados foi de R$ 157,07. Mas, a escala, alongada, de 12,3 dias em média, pode dar tranquilidade à indústria para administrar os abates, e pressionar, para baixo, os preços do boi.

Poucas alterações de preço

Segundo o coordenador do Balizador, comparando ao período anterior (de 27 de junho a 1° de julho), os valores da arroba tiveram pouca alteração. “O momento requer cautela, pois esse frio brusco dos últimos dias, juntamente com algumas geadas em alguns municípios, pode pressionar o preço pra baixo, interrompendo a alta que vinha tendo principalmente em São Paulo”, avaliou Luiz Zillo.

Para o coordenador, uma tática para os pecuaristas seria agendar abates para após o fim da frente fria. Com base nos dados relatados no período de 2 a 8 de julho, percebe-se que as escalas se alongam, deixando as indústrias mais confortáveis pra não propor valores melhores para pagamento da arroba.

Na semana do feriado em SP, poucos negócios foram informados. Luiz Zillo, no entanto, vê como fator positivo os dados das exportação de carne bovina em 2019. No primeiro semestre, o volume exportado de carne bovina in natura registrou alta de 27,5% na comparação ao mesmo período ano passado. “Os números podem deixar o preço da @ firme”, disse o coordenador do GPB.

Relatório completo

O Balizador do GPB, de 2 a 8 de julho será divulgado na edição desta terça-feira do programa Mais Pecuária, do Canal do Boi. O programa é exibido de segunda a sexta, de 17h55 às 19h30, no horário de Brasília.

Um dos destaques do período foi a Bahia, onde o preço é regionalizado com diferenças que podem chegar a R$ 7,00 até R$ 10,00 por arroba entre as regiões.

Além do preço médio de São Paulo (R$ 157,07), há, ainda, outras médias de preço de machos inteiros nos estados:

Mato Grosso – R$ 141,85, escala de 8,3 dias.

Minas Gerais - R$ 148,36, escala de 7 dias

Goiás - R$ 143,70, escala de 6 dias

Paraná - R$ 150,82, escala de 4,5 dias

Os dados se referem a informações fornecidas por pecuaristas dos estados.


Últimas Notícias

Comentários