Pecuária

Falha reprodutiva é motivo para descarte de vacas

Existem critérios de descarte dos animais

09/04/2019 às 11h   |   Por Kaile Rodrigues - SBA

Grande parte das propriedades rurais, estão fazendo o diagnóstico de gestação. Neste momento o produtor aproveita para realizar , o descarte de vacas, a técnica visa saber quais fêmeas emprenharam na última estação de monta. Para realizar o descarte de maneira correta, alguns critérios são necessários.

A técnica do descarte, é o momento em que é decidido quais animais irão permanecer entre o rebanho. O principal método recomendado por profissionais da área,  para fazer o descarte é analisar o desempenho reprodutivo da vaca.

Nesta etapa terão novilhas, vacas primíparas e multíparas na fazenda. A novilha é aquele animal que se atingiu a puberdade e entrou na estação de monta, mais  não emprenhou, deve ser descartada.

Photo: Kadijah Suleiman (Embrapa)

A primípara, ainda está em fase de crescimento e, portanto, não alcançou seu peso adulto e, durante o período de pós-parto, tem uma necessidade nutricional maior. Devido a essas circunstâncias, as primíparas costumam ter uma taxa de prenhez mais baixa, este animal ainda pode ter uma segunda chance.

Já a multípara é um animal adulto, tem fertilidade, emprenha, é uma vaca integrada no sistema,  tem mais de dois partos e lactações. Acostumada com o bezerro ao pé, porém,  multíparas com duas falhas seguidas, também devem ser descartadas.

O produtor precisa analisar também, se tem feito os procedimentos necessários, por exemplo com os touros da fazenda, pois as vezes a culpa de não emprenhar está no touro e não na vaca.


Últimas Notícias

Comentários