Pecuária Agricultura

Exportações do agronegócio tem alta de 0,2% no quadrimestre

Valor total arrecadado foi de US$ 30,42 bilhões

16/05/2019 às 11h   |   Por Karine Pegoraro - SBA

As exportações do agronegócio brasileiro arrecaram nos quatro primeiros meses de 2019, US$ 30,42 bilhões, alta de 0,2% na comparação com o mesmo período do ano passado, onde foram exportadas US$ 30,45 bilhões.
Segundo dados divulgados pelo Banco Mundial, os preços das commodities agropecuárias subiram 0,82% entre dezembro e abril. Desse montante, a soja em grão representou 31,2%, e teve a cotação no mercado mundial em queda de US$ 380,53 por tonelada para US$ 360,34, no período.
As importações tiveram queda de US$ 4,91 bilhões, entre janeiro e abril, para US$ 4,79 bilhões (-2,5%). Houve também queda no índice de preço dos produtos importados, de 1,8%, e de 0,7%, no índice de quantum das importações. O principal produto importado pelo Brasil, o trigo, apresentou queda na cotação internacional.
Os cinco principais setores exportadores no primeiro quadrimestre do ano foram: complexo soja (37,9%); produtos florestais (15,8%); carnes (15,3%); café (5,7%); cereais, farinhas e preparações (5,1%).
Esses setores foram responsáveis por 79,8% do valor total exportado em produtos do agro nesses quatro meses. No mesmo período do ano passado, esses setores responderam por 77,2% do valor total exportado.

 

Imagem: Divulgação


O complexo soja é o principal segmento das exportações, somando as vendas externas em US$ 11,52 bilhões, em queda de 0,6% em relação aos US$ 11,59 bilhões exportados no mesmo período de 2018.
No quadrimestre, as exportações de soja tiveram alta de 2,9% no valor arrecadado, somando US$ 9,50 bilhões, com 26,32 milhões de toneladas, alta de 12% na comparação com o ano passado.
O segundo principal segmento exportador foi o de produtos florestais. As vendas externas se elevaram de US$ 4,64 bilhões entre janeiro e abril de 2018 para US$ 4,82 bilhões no mesmo período neste ano (+3,7%). O principal produto exportado é a celulose, com US$ 3,01 bilhões (+8,5%), cifra recorde da série histórica.


Últimas Notícias

Comentários