Economia

Cooperativas de crédito poderão receber depósitos de poupança rural

Medida objetiva ampliar crédito rural e estimular a competição no segmento

26/04/2019 às 12h   |   Por Adriano Falleiros - SBA

Foto: Divulgação

O Conselho Monetário Nacional (CMN) decidiu, nesta quinta-feira (25), que as cooperativas singulares de crédito (que prestam serviços diretamente aos associados) poderão receber depósitos de poupança rural a partir de 1º de julho. A medida, de acordo com o Banco Central (BC), tem como objetivo ampliar o crédito rural e estimular a competição nesse segmento.

Segundo o BC, no atual ano agrícola, que vai de julho de 2018 a junho deste ano, as cooperativas de crédito deverão conceder R$ 21,8 bilhões em financiamentos rurais. Ao captar recursos de poupança rural, remunerando o investidor pela caderneta, tais instituições terão mais capital para emprestar.

Só poderão receber depósitos de poupança as cooperativas com autorização para fornecer crédito rural. A medida visa prevenir a má gestão do dinheiro.

O recurso deverá ser encaminhado às centrais e às confederações dessas cooperativas, que se encarregarão de verificar o cumprimento das normas de direcionamento, destinando determinadas parcelas dos depósitos a certos tipos de operação.

Nesse tipo de poupança, 60% dos valores captados devem ser destinados ao crédito rural. Inicialmente, as cooperativas terão de destinar apenas 20% para essas operações. O percentual subirá gradualmente até chegar aos 60%.

Atualmente, somente os bancos do Brasil, da Amazônia e do Nordeste; os bancos cooperativos e as instituições do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo que operam crédito rural podem captar recursos da poupança rural. As cooperativas de crédito se somarão a essa lista a partir do segundo semestre.

Com informações da Agência Brasil


Últimas Notícias

Comentários