Nacional

Caminhoneiros devem fazer nova greve caso governo não reveja política de preço do diesel

Categoria defende que governo interceda na Petrobrás pela revisão dos preços

09/05/2019 às 10h   |   Por Marcio Nory - SBA

José da Fonseca Lopes - Presidente da Abcam
Foto: Vinicius Loures/Câmara dos Deputados

 

O presidente da Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam), José da Fonseca Lopes, afirmou nesta quarta-feira, na audiência da Comissão de Viação e Transportes, que a categoria vai entrar em greve, caso o governo não interfira na Petrobras e reveja o reajuste do diesel.

Recentemente a estatal decidiu revisar o preço do diesel a cada 15 dias, um período curto segundo os caminhoneiros autônomos, sendo que esses valores eram reajustados em períodos mais curtos e às vezes diariamente.

A categoria pede para que essa revisão ocorra pelo menos a cada três meses para que os motoristas não sejam surpreendidos com o aumento do preço do combustível, durante uma viagem.

O preço médio atual do diesel nas refinarias é de R$ 2,3 (litro). E nos últimos dois anos , o combustível teve aumento de quase 70%.

 


Últimas Notícias

Comentários