Pecuária Agricultura

Banco anuncia recursos para produtores rurais de Mato Grosso do Sul

​​​​​​​Lançamento contou com a presença da ministra da Agricultura Tereza Cristina

08/07/2019 às 20h   |   Por Jorge Zaidan - SBA

 

A superintendência regional do Banco do Brasil em Mato Grosso do Sul lançou nesta segunda-feira(8), em Campo Grande, o Plano Safra temporada 2019-2020. O evento contou com a participação da ministra da Agricultura, a sul-mato-grossense Tereza Cristina Correa da Costa Dias, e o governador do estado Reinaldo Azambuja(PSBD).

Foram anunciados R$ 9,5 bilhões (R$ 4,4 bilhões para custeio, comercialização e industrialização e R$ 5,1 bilhões para investimentos). O crédito é destinado a pequenos, médios e grandes produtores rurais do estado. MS recebe volume 23,3% a mais do que o liberado para a temporada agrícola de 2018-2019 (R$ 6,4 bilhões), que terminou em 30 de junho.

Dificuldades de aprovação.

A ministra lembrou que os recursos para a safra nacional foram liberados somente às vésperas do anúncio oficial, em 18 de junho, em Brasília. O anúncio foi feito após a Comissão Mista de Orçamento aprovar, em 11 de junho, o projeto de crédito suplementar em que o governo federal pediu autorização do Congresso Nacional para quitar despesas de R$ 248,9 bilhões.

O plano nacional prevê R$ 225,59 bilhões para apoiar a produção agropecuária nacional. Do total, R$ 222,74 bilhões são para o crédito rural (custeio, comercialização, industrialização e investimentos), R$ 1 bilhão para o Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR) e R$ 1,85 bilhão para apoio à comercialização.

Durante o lançamento em Campo Grande, Tereza Cristina comunicou que, no próximo Plano Safra, o governo deve disponibilizar R$ 2 bilhões para o Seguro Rural, o dobro do que foi liberado para 2020.

Segundo ela, para 2020, será destinado R$ 1 bilhão para subvencionar a contratação de apólices do seguro rural em todo o país. Com esse valor, cerca de 150,5 mil produtores rurais poderão ter a safra segurada. Devem ser contratadas 212,1 mil apólices, com a cobertura de 15,6 milhões de hectares e valor segurado de R$ 42 bilhões.

A exemplo do que disse em discurso no lançamento em Brasília, a ministra reforço que o grande ganho do Plano Safra 2019/2020 foi a unificação do financiamento. “A pedido do presidente Bolsonaro, temos agora uma só agricultura. Não temos mais pequenos, médios e grandes agricultores, temos uma política agrícola. É claro que os pequenos, aqueles que precisam ser ajudados vão continuar sendo, e outros estão sendo ‘desmamados’ aos poucos”, disse a ministra.

Sobre o Programa Moderfrota, a ministra explicou que , como o "cobertor é curto", teve ordem expressa do presidente de atender primeiro os pequenos e os médios. “Eles receberam um valor um pouco maior do que no ano passado. Fizemos outras ferramentas de crédito para que eles possam vender equipamentos, mas que outros bancos e não só o governo brasileiro coloque dinheiro nesses programas”, explicou a ministra.

Legenda. Ministra Tereza Cristina discursa no lançamento do Plano Safra no BB de MS. Foto Divulgação/MAPA


Últimas Notícias

Comentários